Alacero analisará com especialistas internacionais os desafios e oportunidades para reindustrializar a América Latina

-A A +A

Alacero – São Paulo, Brasil, 29 de outubro de 2020.  A Alacero realizará seu evento em formato virtual para entender o presente, o futuro e as oportunidades da indústria latino-americana no contexto pós-pandêmico, por meio da visão dos mais influentes especialistas do mundo e da América Latina.

• O evento será em formato virtual no dia 10 de novembro, com duração de 4 horas.

• Haverá painelistas como Dani Rodrik, um dos 100 economistas mais influentes do mundo, Andrés Malamud, especialista em instituições democráticas, política externa e processos de integração regional, e Andrés Oppenheimmer, um dos intelectuais mais influentes da América Latina, moderado por Paolo Rocca, CEO do Grupo Techint.

• Por parte dos governos estarão a Dra. Graciela Marquez Colín, Secretária da Economia do México, e o Dr. Paulo Guedes, Ministro da Economia do Brasil.

• Como encerramento teremos um painel formado pelos principais CEOs da indústria siderúrgica latino-americana, que debaterão sobre o futuro da indústria, o papel na reindustrialização, com espaço para perguntas dos participantes.

O painel principal será sobre "A Reindustrialização da América Latina, uma oportunidade para o cenário pós-pandêmico", no qual Dani Rodrik falará sobre "O futuro da globalização e a estratégia de desenvolvimento". Rodrik é um dos 100 economistas mais influentes do mundo. PhD. em economia e professor de Harvard, ele também é autor de livros como The Globalization Paradox: Democracy and the Future of the World Economy. Andrés Malamud também participará do tema de debate em sua apresentação “A América Latina diante do ‘Grande Desacoplamento’: Integração ou Fragmentação?”. Malamud é principal pesquisador e professor do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, cientista político e doutor em Ciências Sociais e Políticas pelo Instituto Universitário Europeu. Para finalizar, o painel receberá o analista político Andrés Oppenheimer, que comentará sobre “Os desafios do México e da América Latina na nova conjuntura internacional e o futuro do trabalho”. Oppenheimer é considerado um dos 50 intelectuais latino-americanos mais influentes, também colunista do The Miami Herald e vencedor do Prêmio Pulitzer. Esses diálogos com especialistas serão moderados por Paolo Rocca, presidente e CEO do Grupo Techint.

O evento continuará com o papel dos governos no novo cenário, tema que será abordado pela Dra. Graciela Márquez Colín, Secretária de Economia do México, e pelo Dr. Paulo Guedes, Ministro da Economia do Brasil, moderado por Sergio Leite de Andrade, CEO da Usiminas.

No diálogo final, os participantes poderão ouvir dos CEOs das maiores siderúrgicas da região suas perspectivas na América Latina e os desafios que se avizinham. A mesa contará com a participação de Máximo Vedoya, CEO da Ternium e presidente da Alacero; Carlos Zuluaga, CEO da Acesco; Gustavo Werneck, CEO da Gerdau; Jefferson de Paula, CEO da ArcelorMittal; e Raúl Gutiérrez, CEO da Deacero. O debate será moderado por Maria Juliana Ospina, Diretora Executiva do Comitê Siderúrgico da Associação Nacional de Industriais da Colômbia (ANDI).

“A América Latina experimentou uma perda significativa de indústrias que se mudaram para a Ásia nos últimos 20 anos. Estamos em um momento de mudança nos fluxos do mercado mundial e muitas indústrias hoje buscam redesenhar suas cadeias de valor com uma visão mais regional e mais próxima de seus mercados. É uma oportunidade para analisar o problema da migração da manufatura e revertê-lo. A América Latina pode ser um importante destinatário desta realocação, que gera empregos qualificados, mas não será algo que acontecerá por conta própria, temos que ajudar e isso será o que veremos durante o congresso”, disse Máximo Vedoya, presidente da Alacero. ••

Sobre o evento

Acesse a agenda completa aqui

Sobre a Alacero

A Alacero – Associação Latino-americana do Aço – é a entidade civil sem fins lucrativos que reúne a cadeia de valor do aço da América Latina para fomentar os valores de integração regional, inovação tecnológica, excelência em recursos humanos, segurança no trabalho, responsabilidade empresarial e sustentabilidade socioambiental. Fundada em 1959, é integrada por mais de 60 empresas produtoras e afins cuja produção é de cerca de 60 milhões de toneladas anuais. A Alacero é reconhecida como Organismo Consultor Especial pelas Nações Unidas.

Contato | [email protected]