América Latina: Exportações de laminados caem 5% entre janeiro e novembro de 2018

-A A +A

Alacero - São Paulo, Brasil - 28 de dezembro de 2018.  Entre janeiro e novembro de 2018, a produção de aço bruto na América Latina atingiu 60 milhões de toneladas (Mt), 2% superior à registrada no mesmo período de 2017 (59 Mt). O Brasil é o principal produtor com 53% do total regional (32,1 Mt), aumentando 2% em relação ao período de janeiro a novembro de 2017.

Em novembro de 2018, o volume de aço bruto produzido registrou 5,3 Mt, 4% a menos que novembro de 2017 e 5% abaixo de outubro de 2018.

Por outro lado, a produção de laminados foi de 49,9 Mt, 3% a mais que no período de janeiro a novembro de 2017. Os principais produtores são o Brasil, com 21,5 Mt (43% do total latino-americano), e México, com 17,6 Mt (35%).

Do total latino-americano, entre janeiro e novembro de 2018, 49% correspondem a produtos planos (24,2 Mt), 48% a produtos longos (24,1 Mt) e 3% a tubos sem costura (1,6 Mt).

Em novembro de 2018, a produção de laminados fechou em 4,5 Mt, 1% menos que em novembro de 2017 e 2% abaixo de outubro de 2018.

Consumo de aço laminado

Nos dez primeiros meses do ano, o consumo de laminados registrou 56,2 Mt, estável em relação ao período de janeiro a outubro de 2017 (56,4 Mt).

Os principais países que aumentaram seu consumo, tanto em termos absolutos e percentuais foram o Brasil (1,3 Mt adicional e crescendo 8%), Argentina (183 mil toneladas adicionais e 5%), Uruguai (176 mil toneladas e 20%).

Por outro lado, no mesmo período, México, Peru e Venezuela registraram quedas de 5%, 20% e 62%, respectivamente.

Do total latino-americano, 56% correspondem a produtos planos (31,8 Mt), 42% a longos (23,8 Mt) e 2% a tubos sem costura (797 mil toneladas).

Conclusão

Os resultados demonstram o vigor da América Latina como região produtora de aço bruto, bem como o potencial de crescimento do Brasil, que continuou liderando a produção neste ano, apesar da instabilidade política e econômica do país em 2018.

Segundo os números, a região também está avançando na produção de laminados, com destaque para os líderes na fabricação desses produtos: Brasil e México. A pesquisa mostra uma participação ainda maior de produtos planos na produção da América Latina, seguida de perto pela produção de longos.

No entanto, a queda no consumo de planos (-2,3%) é compensada pelo aumento no consumo de longos e tubos sem costura (3% e 4,5%) até outubro. Isto está relacionado ao impacto no México das tarifas dos Estados Unidos relacionados à Seção 232, refletindo em uma redução de mais de 1 milhão de toneladas em planos (-7,4%). Isso mostra que, para a região, especialmente no México, ainda temos um longo caminho para uma possível negociação e um acordo final com o vizinho norte-americano e com a administração Trump. •• 

Contato

Comunicação
[email protected]
(+55 11) 3195-5491

Glossário     

Aço bruto: É o aço em sua apresentação mais básica, após o processo de fundição (placas, tarugos, etc). Para obter as qualidades necessárias para seu uso, este aço tem que passar por processos posteriores (laminação, etc).

Aço acabado ou laminado: Refere-se ao aço incluído em algum dos três grupos: Produtos longos (aço para concreto, barras, fio-máquina, perfis, carris); Aços planos (folhas e rolos laminadas, revestidas, pré-pintadas, aço inoxidável, de-flandres, zincados, cromados) e tubos sem costura.

Sobre Alacero

Alacero, Associação Latino-Americana do Aço, é a organização civil sem fins lucrativos que reúne a cadeia de valor do aço na América Latina para promover os valores da integração regional, a inovação tecnológica, excelência em recursos humanos, segurança no trabalho, responsabilidade corporativa e sustentabilidade socioambiental. Fundada em 1959, é integrada por mais de 60 empresas produtoras e coligadas de 19 países da América Latina e do mundo, cuja produção é próxima de 70 milhões de toneladas por ano. A Alacero é reconhecida como uma Organização Consultora Especial pelas Nações Unidas